Rádio RBG

Noticias

EUA vão exigir senhas de celulares e redes sociais de turistas e imigrantes

by Law Office Witer DeSiqueira

A administração Trump está endurecendo a maneira pela qual as embaixadas e consulados norte-americanos analisam os candidatos a um visto de turismo e de imigração.

O jornal The Wall Street Journal, da semana passada, trás um artigo que fala sobre o mesmo assunto.

O que mais endurece seria a possibilidade de vice-cônsules começarem a fazer perguntas sobre suas orientações ideológicas, seja para um visto de turista ou mesmo no momento de uma entrevista de imigração.

Em sua edição on line, o mesmo jornal citou fontes do governo americano que são “funcionários da administração Trump” que disseram que "para combater o terrorismo é necessário colocar em prática estas regras duras".

Embora, já sendo normal que os agentes do CBP solicitassem a passageiros vindos de outros países que desbloqueassem seus celulares e tablets, solicitar isto já na entrevista será novidade.

Uma revisão nas redes sociais diria por certo quem é o aplicante e seus pontos de vista políticos, se a favor ou contra os Estados Unidos. Um dos argumentos é que "rede social é coisa pública, então, porque não deixar que o governo Americano também o veja?". 

Um funcionário do DHS diz que algumas perguntas já estão sendo formuladas como base do inicio da entrevista, tais como:

1 – Você crê no crime de honra?
2 – Como vê em seu ponto de vista o tratamento às mulheres na sociedade?
3 – Você valoriza a vida humana?
4 – O que você considera como legítimo em uma operação militar em que morram civis?

O objetivo é sem dúvida levá-los a descobrir com quem se esta comunicando e quais são os pontos de vista de seus amigos.  

Lembram-se do ditado “DIGA COM QUEM TU ANDAS E DIREI QUEM TU ÉS”?

Marília Pessoni e Witer DeSiqueira do Law Offices of Witer DeSiqueiraInicialmente, este tipo de questionamento seria somente para 38 países que participam do programa de extensão de visto, que incluem Japão, Austrália e Reino Unido e logo depois a todos os países do mundo.

John Kelly, Secretário de Segurança Americana, disse no passado que o que se busca é descobrir quais os sites que o aplicante tem entrado e com quem tem falado. 

E ao pedir para revelar suas senhas o aplicante estará abrindo seu mundo virtual para o governo americano. Assim sendo, o governo saberá adiantado se um aplicante poderá ou não adentrar nos Estados Unidos.

 

Obs.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

As novidades da RBG em primeira mão pra você